Município de Mêda adere à AMPV

Associação soma já 91 associados, representando cerca de um terço dos municípios portugueses

Mêda é o mais recente município associado da AMPV. Com esta adesão, a associação — que há 13 anos desenvolve um abrangente trabalho de defesa e promoção dos territórios vinhateiros —  ultrapassa os 90 municípios associados. 

José Arruda, secretário-geral da AMPV, salienta que "é uma enorme satisfação vermos o crescimento que a associação tem tido nestes últimos anos. Ganhámos dimensão e hoje somos a força de 91 municípios", refere, acrescentando que "consolidámos projetos, demo-nos a conhecer cá dentro e abrimos portas lá fora. Ter os autarcas ao nosso lado, presentes, contribuindo com a sua garra, a sua força e vontade na valorização de um património vastíssimo que é nosso, que faz parte de nós, é o maior reconhecimento que podemos ter do trabalho que temos vindo a fazer". 

Mêda, quando o Douro encontra a Serra. A paisagem do concelho é marcada essencialmente pelos tradicionais socalcos plantados de vinha e a produção de vinho é uma das atividades económicas mais tradicionais. 

A atividade agrícola mais importante é a vinicultura, com várias quintas e adegas a produzirem vinhos de excelente qualidade, levando bem longe o nome do concelho e da região. As freguesias de Longroiva, Fontelonga, Poço do Canto e Mêda têm parte das suas terras incluídas na Região Demarcada do Douro.

Para além do vinho, o concelho apresenta também uma área razoável de olival, que sustenta diversos lagares de azeite.

Por terras de Mêda encontram-se castelos e ruínas, casas brasonadas, pelourinhos, fragas e fontes com história, sendo que Marialva é o epicentro da distinção do concelho, uma vez que é uma das Aldeias Históricas de Portugal.

 

Publicado em: 02, Maio 2020
Ver todas as notícias

parceiros

2020 · Associação de municípios Portugueses do Vinho · Todos os direitos reservados.